11.12.06

Tributo à Claire

Uma vez eu disse a ela que, se em toda a minha vida conseguir ler a metade dos livros que ela já leu, morrerei satisfeito com minhas aspirações literárias.

Mas meu tributo à Claire não se dá pelo conhecimento que ela adquiriu sobre o mundo da literatura e os mundos que esse mundo carrega. Mas por ser ela a Claire e por dedicar-se sem insconstâncias à nos inspirar com seus textos e mostrar-se neles, desde o seu primeiro trabalho, com o Blog da Loba, até o último de uma fase que ela compartilhou conosco no Claire Insone. E essa palavra cabe muito bem: Inspirar. Sentirei sua falta e, como disse, espero um dia ler o acervo que vai construir na quietude de um lugar só seu.

Manterei o link ao lado por mais alguns dias como memorial.

Abraços de quem se despede e guarda a esperança de que não será por muito tempo.

Um comentário:

José de Morais disse...

É uma grande perda para nós, seus leitores, mesmo.